Lama Karma TartchinLama Karma Tartchin começou sua prática e estudo do budismo tibetano em 1989, dentro da linhagem Kagyu, recebendo iniciações e transmissões de vários mestres.

Foi um dos diretores e orientadores do centro Kagyu, no Rio de Janeiro, entre o período de 1994 a 1999. Em 1998, começou a receber instruções em Mahamudra com seu lama-raiz Tai Situ Rinpotche.

No final de 2000, entrou para o tradicional retiro de 3 anos e 3 meses, sob a orientação de Khenpo Kartar Rinpotche, abade da Karma Triyana Dharmachakra, sede para a América do Norte do 17º Gyalwang Karmapa.

Nos três anos de retiro, além de completar o currículo das práticas ensinadas e praticadas pelos pais da linhagem: Tilopa, Naropa, Marpa, Milarepa, Gampopa, Karmapa e de receber instruções pessoais de Khenpo Kartar Rinpotche, lama Tartchin também obteve ensinamentos de Traleg Kyabgon Rinpotche, Trangu Rinpotche, Mingyur Rinpotche, Karma Tchagme Rinpotche e BardorTulku Rinpotche.

kkr-letterAo término do retiro, seu mestre Khenpo Kartar Rinpotche o congratulou por ser o primeiro lama brasileiro da linhagem Kagyu, dizendo que "é maravilhoso pois as pessoas no Brasil poderão ouvir e aprender em seu próprio idioma os ensinamentos desta grande tradição de mestres". Assim, Khenpo Kartar Rinpotche o instruiu a beneficiar as pessoas, ensinando e fazendo-as entender melhor sobre o Dharma e sobre a atividade do Gyalwang Karmapa.

Desde sua volta ao Brasil, Lama Tartchin vem trabalhando para seguir as instruções de seu mestre e colocar em prática os ensinamentos de seu Lama-raiz Tai Situ Rinpotche.